Moro e Dória

Análise de Kennedy Alencar sobre o encontro de Dória e Moro.

  • 6
    Shares

KENNEDY ALENCAR
BRASÍLIA

A foto de Doria com Moro é uma excelente peça de campanha para um candidato a governador do PSDB que disse que visitaria Lula em Curitiba. Para o juiz que colocou o petista na cadeia, é mais um exemplo de suas afinidades eletivas. Nem foi a primeira pose ao lado de um tucano. Sem surpresa. Doria estava na dele e no ambiente dele. O magistrado só foi imprudente, dirão, porque, afinal, ele pode tudo.

Pior mesmo foi o discurso de Moro, uma análise política rasa sobre corrupção e democracia, uma mistura de lição de moral com falsa modéstia, um chamado aos empresários para que não caiam nas garras desses políticos malvados e corruptos.

O juiz disse que hesitou a respeito da possibilidade de receber o prêmio “Person of the Year”, da Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, porque não sabia se um magistrado, nas palavras dele, “deve chamar esse tipo de atenção”. Segundo Moro, “Judiciário e juízes devem atuar com modéstia, de maneira cuidadosa e humilde”.

Sem dúvida, é uma ponderação correta e totalmente em sintonia com o traje a rigor da noite de gala, anual e nova-iorquina, que já virou símbolo da cafonice e do complexo de vira-latas da elite brasileira.

Para um juiz que interveio ilegalmente no processo político em 2016, divulgando uma gravação de Dilma e Lula ao arrepio da lei, traz enorme conforto o ensinamento de que, “apesar de dois impeachments presidenciais e um ex-presidente preso, não houve e não há sinais de ruptura democrática”.

Realmente, não merece crédito nenhuma teoria conspiratória sobre o interesse dos Estados Unidos nas consequências da Lava Jato em relação às grandes empresas brasileiras que eram competidoras das americanas na América Latina e na África. É detalhe o Departamento de Justiça dos EUA considerar normais e produtivos os contatos informais com procuradores e magistrados brasileiros. Softpower pouco é bobagem. Que se dane a mulher de César.

A servidão voluntária de uma elite deslumbrada, apegada ao auxílio-moradia e outros privilégios de casta, faz o serviço completo e ainda agradece a homenagem porque abaixo do Equador o Supremo segura a barra, legaliza e avaliza a coisa toda.

Fonte: blogdokennedy.com.br

Veja também

Dono de restaurante que não aceitou notas “Lula Li... Dono de restaurante que não aceitou notas “Lula Livre” diz que policiais ofereceram ajuda em caso de distúrbios. Ângelo Tomi, dono do restaurante Kom...
Greve dos petroleiros. Início da queda de Temer e ... Petroleiros vão entrar em greve, decretando o fim de Pedro Parente e do Governo Temer. Veja nota na íntegra: Da Federação Única dos Petroleiros – ...
Programação do primeiro de Maio no Brasil. Confira programação do primeiro de Maio no Brasil. Programação completa de shows e atos em todo o Brasil divulgada pela Cut: Em Curitiba (PR), o a...
Moro fará palestra em evento de Dória junto com a ... O juiz de 1ª instância Sérgio Moro fará palestra em evento de Dória. A informação foi antecipada pela jornalista Sonia Racy, do Estado de S. Paulo. ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *