Rodrigo Tacla Durán

Rodrigo Tacla Durán e a indústria da delação premiada.

Rodrigo Tacla Durán e a indústria da delação premiada no Brasil.

Para quem não se lembra, Rodrigo Tacla Durán é o advogado da Odebrecht que denunciou à imprensa e à CPI da JBS, Carlos Zucolotto Júnior, um velho amigo do juiz de primeira instância Sérgio Moro.

Foi oferecido a Tacla uma delação premiada, para isso bastava pagar 5 milhões de dólares por fora, assim Tacla teria redução da pena e ainda ficaria com 5 milhões de dólares de uma conta que possui em Cingapura, conta essa que encontra-se bloqueada por Moro.

Segundo Tacla, quem lhe ofereceu essa negociata foi Carlos Zucolotto Júnior, grande amigo do Moro.

Tacla Durán não aceitou e fugiu para Espanha, onde tem cidadania, resistiu ao pedido de prisão do juiz de primeira instância Sérgio Moro, e a Espanha negou sua extradição.

Tacla Durán vive hoje livre na Espanha, tem empresa e costuma publicar tuítes que colocam em cheque a credibilidade da República de Curitiba e seus súditos fiéis.

Na denuncia sobre sua delação premiada, feita em 2017, Tacla Durán juntou cópia periciada da conversa que teve por aplicativo de celular em 2016 com Carlos Zucolotto Júnior.

Confira conversa abaixo:

Zucolotto: Amigo, tem como melhorar esta primeira… Não muito, mas sim um pouco.

Rodrigo Durán: Não entendo.

Zucolotto: Há uma forma de melhorar esta primeira proposta… Não muito. Está interessado?

Rodrigo Durán: Como seria?

Zucolotto: Meu amigo consegue que DD entre na negociação.

Rodrigo Durán: Correto. E o que que se pode melhorar?

Zucolotto: Vou pedir para mudar a prisão para prisão domiciliar e diminuir a multa, ok?

Rodrigo Durán: Para quanto?

Zucolotto: A ideia é diminuir para um terço do que foi pedido. E você pagaria um terço para poder resolver.

Rodrigo Durán: Ok. Pago a você os honorários?

Zucolotto: Sim, mas por fora, porque tenho que cuidar das pessoas que ajudaram com isso. Fazemos como sempre. A maior parte você me paga por fora.

Rodrigo Durán: Ok.

A denuncia de Tacla Durán foi reforçada à época através da cópia de um e-mail do Ministério Público Federal, enviada depois de conversar com Zucolotto, em que os termos acordados pelos dois aparecem na minuta do acordo.

Rodrigo Tacla Durán diz ainda:

“A verdade é que a Odebrecht decidiu colaborar conjuntamente com a Justiça para tentar livrar Marcelo Odebrecht da cadeia e salvar a empresa, e houve várias reuniões que definiram essa estratégia. Eu estava presente em uma delas. Foi no Hotel Intercontinental, em Madri”, recordou Rodrigo Tacla Durán.

Então nos perguntamos: A delação premiada funciona? O que você faria e diria em troca de sua liberdade?

Veja também

Dilma denuncia prisão política de Lula nos EUA. Dilma denuncia prisão política de Lula nos EUA para o Democracy Now. A ex-presidenta Dilma Rousseff em entrevista exclusiva nesta sexta feira (20) pa...
Depoimento de Wadih Damous após visitar Lula na ín... Wadih Damous após visitar Lula diz: Ele não quer indulto, mas sim o reconhecimento da sua inocência. O Deputado Federal e advogado Wadi Damous visito...
Coletiva de Gleisi e Haddad após visitar Lula na p... Coletiva de Gleisi e Haddad após visitar Lula na prisão em 17 de maio. https://www.youtube.com/watch?v=zJeeEsjlpKw&feature=youtu.be
Carta de Lula para o trabalhador no dia 1º de maio... Lula mandou uma carta para os trabalhadores no dia do trabalho. Mensagem ao Povo Brasileiro no Dia do Trabalhador Meus amigos, minhas amigas, o Br...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *